Faça dinheiro sem esforço

terça-feira, 12 de maio de 2009

"Pese embora"

O Ciberdúvidas da Língua Portuguesa (http://ciberduvidas.sapo.pt) dá a resposta para este caso:
..
«O Dicionário Houaiss regista a expressão "pesar embora" nas seguintes construções:
..
1. «ainda que tal coisa custe ou doa a» — «estamos indo bem, pese embora aos catastrofistas de plantão»;
..
2. «apesar de, a despeito de» — «restabeleceu-se, pesem embora os maus-tratos recebidos».
..
Trata-se de uma expressão que é de certo modo fixa, mas que permite a sua articulação com outras frases, porque constitui uma oração concessiva. O verbo é sempre pesar, que pode ser usado como transitivo indirecto, como na frase 1, ou como intransitivo, a concordar com um sujeito expresso, como se vê em 2. Esta construção vem também descrita no Novo Dicionário Lello Estrutural, Estilístico e Sintáctico da Língua Portuguesa, de Énio Ramalho.
..
A presença de embora, que é hoje uma conjunção concessiva, é neste caso arcaísmo e deve ser interpretada ainda como a aglutinação da expressão «em boa hora», tão característica do português do séc. XVI e já usada nesta fase com esse valor concessivo. Não há, portanto, redundância, no uso de pese embora.»
..
Parece-me, pelo que ficou dito, que se pode aceitar como uma locução conjuncional subordinativa concessiva, tal como “apesar de” (locução, também ela, concessiva).

Sem comentários: