Faça dinheiro sem esforço

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Falo, logo penso





Steven Pinker


...........


"Psicólogo canadiano, investigador da linguagem e do funcionamento da mente humana."
................
"É um dos cientistas mais populares, admirados e discutidos da América do Norte. Steven Pinker pretende averiguar até que ponto o nosso cérebro foi programado pela evolução e qual a sua capacidade de aprendizagem. Para descobri-lo, o seu campo preferido de estudo é o das palavras; em concreto, os verbos regulares e irregulares."
................

"Aos 54 anos, Steven Pinker parece mais uma estrela de rock, mas é, na realidade, um explorador da linguagem. Entre as frases e a sintaxe, Pinker procura pistas que o levem às profundezas do cérebro humano. Durante mais de um quarto de século, dedicou-se à investigação em institutos como o Instituto Tecnológico do Massachusetts (MIT) ou as universidades de Stanford e Harvard, onde é, actualmente, professor de Psicologia."
.............
"Através da metáfora, transferimos e transformamos formas de pensar que provêm de acções muito concretas, como deitar água ou atirar pedras. Podemos filtrar o conteúdo e usá-las como estruturas abstractas para raciocinar acerca de outras realidades. Por exemplo, usamos gráficos para exprimir relações matemáticas como se fossem linhas e superfícies no espaço. De facto, grande parte da linguagem científica é metafórica. (...) Quando juntamos o poder das metáforas com a natureza combinatória da linguagem e o pensamento, podemos criar um número praticamente infinito de ideias, mesmo que estejamos equipados com um inventário finito de conceitos e relações."
...............
"Pinker crê que as palavras e os mecanismos linguísticos dão pistas sobre como funciona a mente, que é precisamente o título de um dos seus livros mais conhecidos (O Mundo das Palavras -- Uma Introdução à Natureza Humana)."
............
Excertos retirados da revista Super Interessante (n.º 123)
...........
..........................................
..........
Outras Ideias
............
Cogito, ergo sum
Princípio em que Descartes fundou toda a sua doutrina filosófica, condicionando a crença na própria existência ao facto de poder pensar.
Dicionário da Língua Portuguesa 2006, Porto Editora
...........
Sum, ergo cogito
Remete para a tese do existencialismo: para os objectos, a essência precede a existência; para a consciência humana, a existência precede a essência.
Aula Viva, Porto Editora

Sem comentários: